Nº 209 - maio/junho (may/june) de 2019

 

Perfil: Birgitte Tümmler, ilustradora de aves.
Profile: Birgitte Tümmler, bird illustrator.

   
Indivíduo jovem de Urubitinga solitaria registrados no complexo de serras do Apiaú, Roraima, Brasil. Foto: T. Bichinski.

Pág. 4: Primeiro registro de águia-solitária, Urubitinga solitaria (Accipitriformes: Accipitridae) no Brasil. By Tony Bichinski & Willian Menq.

Resumo. A águia-solitária (Urubitinga solitaria) é uma ave de rapina neotropical rara, com poucas informações sobre sua história natural. Neste artigo apresentamos o primeiro registro da espécie para o território brasileiro, obtido no complexo de serras do Apiaú, estado de Roraima. A região é recoberta por densa vegetação florestal e com expressiva quantidade de árvores emergentes, que assumem características nebulares em altitudes mais elevadas. Possivelmente a águia-solitária é uma espécie residente e se reproduz na região, podendo ocorrer em outras formações florestais montanhosas do norte do Brasil.

Abstract. The Solitary Eagle (Urubitinga solitaria) is a rare neotropical raptor, with little information about its natural history. In this article we present the first record of the species for the Brazilian territory, obtained in the mountainous complex of Apiaú, Roraima state. The region is covered by dense forest vegetation and with an expressive amount of emergent trees, which assume nebular characteristics at higher altitudes. Possibly it is a resident species and reproduces in the region, being able to occur in other forest formations mountainous of the north of Brazil.

   One adult male Violet-capped Woodnymph (Thalurania glaucopis) in roosting position. Photo: Lucas de S. Almeida.

Page 7: Roosting behavior of eight neotropical birds. By Carlos Otávio Araujo Gussoni, Olívia Suzuki de Carvalho, Lucas de Souza Almeida, Luiz Augusto Frare, André Henrique Zambolli & Bruno
 Carlos Rennó Ribeiro Soares.


   Transecto de 9 km entre os municípios de São Bento e Bacurituba. MA. Brasil. Fonte: IBGE, 2015.

Pág. 10: Composição da avifauna nos períodos de estiagem e chuvoso na Baixada Maranhense, Maranhão, Brasil. Por Lucyellen Rodrigues de Sousa & Antonio Augusto Ferreira Rodrigues.

 Resumo. A Baixada Maranhense encontra-se inclusa no Bioma Amazônia, no Setor Oriental, fazendo parte da Amazônia Legal Brasileira e representa o mais extenso refúgio para aves aquáticas, residentes e migratórias, no nordeste brasileiro. A análise da distribuição temporal da avifauna foi feita através de um transecto linear entre os municípios de São Bento e Bacurituba durante as estações seca e chuvosa com censos bimestrais nos anos de 2012 e 2013. Foram contabilizados 8.056 indivíduos distribuídos em 28 famílias e 64 espécies. 69% das espécies ocorreram tanto na estação chuvosa quanto na estiagem devido ao elevado número de espécies residentes. As espécies Chrysomus ruficapillus e Progne chalybea foram as principais responsáveis pela maior abundância de aves no período seco comparado ao período chuvoso. Essas são aves que apresentam hábitos migratórios e que provavelmente utilizam a Baixada Maranhense como área de pouso e alimentação no período da estiagem.

Abstract. Composition of bird fauna during periods of drought and rainfall in Baixada Maranhense, Maranhão, Brazil. The Baixada Maranhense is included in the Amazon Biome, in the Eastern Sector, being a part of the Brazilian Legal Amazon. Represents the most extensive refuge for waterfowl, resident and migratory birds in northeastern Brazil. The analysis of the temporal distribution of the bird fauna was made through a linear transect between the municipalities of São Bento and Bacurituba during the dry and rainy seasons with bimonthly censuses in the years of 2012 and 2013. A total of 8,056 individuals were distributed in 28 families and 64 species. 69% of the species occurred both in the rainy season and in the dry season due to the high number of resident species. The species Chrysomus ruficapillus and Progne chalybea were the main responsible for the greater abundance of birds in the dry period compared to the rainy season. These are migratory birds that probably use the Baixada Maranhense as a landing and feeding area during the dry season.

Phacellodomus ferrugineigula (adulto) - João botina do brejo / Chestnut-eyed Thornbird. Foto: Felipe O. Passos

Pág. 18: Aspectos reprodutivos de Phacellodomus ferrugineigula (Passeriformes: Furnariidae), no Vale do Paraiba Paulista, São Paulo. Por Felipe O. Passos, Ana Cecília de P. Lourenço & Felipe Bittioli R. Gomes.

Resumo. O objetivo deste trabalho foi descrever a reprodução da espécie Phacellodomus ferrugineigula, observando características da nidificação e do desenvolvimento dos filhotes da espécie. Dois ninhos foram monitorados entre os dias 20 de setembro a 12 de dezembro de 2012 no município de Santa Branca, SP, onde foram observadas as seguintes características reprodutivas: período de confecção do ninho; dimensões; como, onde e com quais materiais são confeccionados; período de incubação; características, peso e dimensão dos ovos; período de ninhego; características dos filhotes durante as fases de desenvolvimento e cuidado parental. Os ninhos estavam em área de brejo, possuíam formato do tipo fechado-retorto e foram confeccionados com material vegetal (folhas e gravetos) morto e fresco. Continham internamente duas câmaras sobrepostas, sendo a câmara superior e oológica mais interna. Os ovos eram brancos com médias de peso e tamanho de 3,3 g e 22,1 x 17,4 mm, respectivamente. O tempo de incubação foi de 16 dias. Os filhotes nascem com os olhos e ouvidos fechados e sem penugens. O período de ninhego foi de 16 dias, com permanência dos filhotes próximos ao ninho após o voo.

Abstract. The main goal of this project was to describe the reproductive biology of Phacellodomus ferrugineigula, observing characteristics of nesting and chick development. Two nests were monitored between 20 September to 12 December 2012 in the municipality of Santa Branca, SP, where the following reproductive characteristics were observed: nest building period, nest size, how and where the nest was built and what materials were used to build it, incubation period, egg color and size, nestling period, characteristics of the nestlings and parental care. The nests were in a swampy area, were of a closed-retort type and were made of dead and fresh plant material (leaves and twigs). Internally they contained two overlapping chambers, the upper and oologic chamber being more internal. The eggs were white with average weight and size of 3.3 g and 22.1 x 17.4 mm, respectively. The incubation time was 16 days. Hatchlings were born with their eyes and ears closed and without feathers. The nestling period was 16 days, with the young birds staying near the nest after fledging.

Distribuição de Neocrex erythrops (área azul) e registro (estrela) no estado de Santa Catarina (área cinza). No detalhe ampliado, sua ocorrência na região Sul do Brasil e suas respectivas distâncias em relação ao registro inédito aqui apresentado.

Pág. 22: Neocrex erythrops (Gruiformes: Rallidae): primeiro registro para o estado de Santa Catarina, sul do Brasil. Por Evair Legal, Daniel Son, Francisco Estevão Carneiro, Isadora Beatriz Hammes & Gabriel Daminelli Borges.

Resumo. Neocrex erythrops apresenta ampla distribuição no continente americano, porém, de forma bastante fragmentada e com muitos registros isolados. No sul do Brasil, a espécie é conhecida em apenas quatro localidades, sendo duas no Paraná e duas no Rio Grande do Sul. O primeiro registro da espécie para Santa Catarina foi realizado em 01 de novembro de 2018, por meio da observação de um indivíduo colidindo com uma parede do campus I da Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB), município de Blumenau, Vale do Itajaí. Posteriormente, o espécime veio a óbito, tendo a pele e partes internas conservadas e encaminhadas para a coleção zoológica da FURB.


Abstract. Neocrex erythrops has a wide distribution in the American continent, however, in a very fragmented way with many isolated records. In southern Brazil, the species is known in only four localities, two in Paraná and two in Rio Grande do Sul. The first record of the species for Santa Catarina was accomplished on November 1, 2018, through the observation of an individual colliding with a wall of campus I of the Fundação Universidade Regional de Blumenau (FURB), Blumenau municipality, Vale do Itajaí. Subsequently, the specimen died, having the skin and internal parts conserved and sent to the FURB zoological collection.

  Registro de Tigrisoma fasciatum na região do Salto Piraí, município de Joinville, nordeste do estado de Santa Catarina. Indivíduo subadulto observado por V.E.F em 07/01/2018.

Pág. 24: Novos registros de Tigrisoma fasciatum (Pelecaniformes: Ardeidae) para o estado de Santa Catarina. Por Vilde Eriberto Florencio, Alexandre Guilherme Becker & Guilherme Willrich.

   Leucistic Grey-cowled Wood-Rail (Aramides cajaneus, Rallidae) in the fragment at Ilha Solteira, São Paulo, Brazil. Photo: Paulo A. Silva.

Page 25 Notas Curtas: A leucistic Grey-cowled Wood-Rail, Aramides cajaneus (Gruiformes: Rallidae), in a small and isolated forest fragment. By Paulo Antonio Silva & Wilton Felipe Teixeira.

   Indivíduo de Botaurus pinnatus fotografado no Parque Municipal Linear Nove de Julho. Foto: Bruno Salaroli.

Pág. 26: Notas Curtas: Reaparecimento do socó-boi-baio Botaurus pinnatus (Aves: Ardeidae) após 120 anos no município de São Paulo, sudeste do Brasil. Por Fabio Schunck, Bruno
Salaroli & Kurazo Okada.

Pág. 27: Notas Curtas: Registro da predação de ave em rede de neblina por Leucopternis kuhli (Aves: Accipitridae) na Floresta Nacional do Tapajós. Por Gustavo Henrique dos Anjos
Rodrigues, Arlison Bezerra Castro & Edson Varga Lopes.

   Indivíduo de Cochlearius cochlearius registrado por armadilha fotográfica às margens do Rio Guanhães, município de Dores de Guanhães, Minas Gerais. Foto: Taciano P. e Paula.

Pág. 28: Notas Curtas: 162 anos após Reinhardt: a redescoberta do arapapá, Cochlearius cochlearius (Pelecaniformes: Ardeidae), na porção mineira da bacia do Rio Doce. Por Marcelo Ferreira de Vasconcelos, Taciano Paula e Paula, Carlos Eduardo Ribas Tameirão Benfica & Leonardo Esteves Lopes.

Pág. 29:  AOONLINE:


 Saí-andorinha macho, Tersina viridis. Foto: Constantino Melo, 04/07/2011, São Paulo, SP.

Pág. 33: Aves suburbanas e periurbanas no interior do estado de São Paulo, 2003-2007. Por Edwin O. Willis.

 
Ambientes presentes no Parque Estadual Mata do Limoeiro, Itabira, MG. Obs.: As serras ao fundo das duas primeiras fotos encontram-se fora dos limites da UC. Fotos: Juliano Silva.

Pág. 41: Avifauna do Parque Estadual Mata do Limoeiro, Itabira, Minas Gerais, Brasil. Por Juliano do Carmo Silva & Roneijober Alves Andrade.

Tiê-preto (Tachyphonus coronatus). Representante frugívoro registrado na área de estudo. Foto: Janes C.G. Dos Santos..

Pág. 57: Estrutura trófica e composição das aves presentes na comunidade Novo Guaporé, Novo Horizonte - SC. Por Janes Cristina Garda Dos Santos & Fernando Rodrigo Treco.

Pág. 30: Rápidas.

Versão em inglês: D
imas Pioli / English version: Dimas Pioli


Veja: NOVIDADES

AOa> - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (
Last modified): 24 agosto, 2019