A maior ave já existente no Brasil

A maior ave, já extinta, conhecida para o Brasil foi Paraphysornis brasiliensis. Em repouso, sua altura aproximada era de 1,80 m e peso calculado perto de 200 kg. Paraphysornis viveu no sudeste brasileiro durante o Mioceno Inferior (há cerca de 23 milhões de anos).

Seus restos foram descoberto e estudados pelo Dr. Herculano Alvarenga (ver foto), na Bacia de Taubaté, Estado de São Paulo. A descrição do esqueleto está publicada nos Anais da Academia Brasileira de Ciências (1962) 54(4):697-712.


 

A maior ave do mundo

Certamente a maior ave que já existiu foi Aepyornis maximus, conhecida como «Ave Elefante».

Estima-se que tenha pesado por volta de 450 a 500 Kg e seu ovo media não menos de 33 cm no maior comprimento, com volume cerca de sete vezes maior que o ovo de avestruz.

Viveu em Madagascar até pelo ano 1400 e, provavelmente, foi extinta pelo homem quando invadiu a ilha. A história do pássaro «roc», contada por Marco Polo, deve ter tido por base os ovos ou, talvez, mesmo a ave ou histórias dela.

Os maiores Moas, aves extintas da Nova Zelândia em tempos históricos, bem como Dromornis, da Austrália, e o gigantesco Brontornis da Patagônia, se rivalizaram em tamanho com Aepyornis.

Na foto, um molde do esqueleto da ave elefante junto ao Dr. Herculano Alvarenga.

Aves Mortas - Colabore

No estudo das aves fósseis, bem como no estudo da sistemática, é imprescindível a utilização de esqueletos de aves atuais para comparações. Este tem sido um dos maiores entraves para o estudo de muitos dos nossos fósseis.

Enquanto muitos museus, especialmente da América do Norte e Europa, possuem ricas coleções osteológicas de aves de todo o mundo (inclusive do Brasil), aqui em toda a América Latina isso é quase inexistente.

O Dr. Herculano Alvarenga, um dos mais renomados experts no assunto enfatiza: «Tenho lutado com muita dificuldade para conseguir uma coleção osteológica de aves, ao mesmo tempo que imagino quantos criadores e importadores de aves devem estar jogando espécies raras no lixo. Se a pele é aproveitável, posso taxidermizá-la e aproveitar o esqueleto; se a pele está ruim e mesmo já "passada", o esqueleto é aproveitável. Solicito colaboração. Todas as aves mortas (ESPÉCIES NÃO COMUNS) devem ser aproveitadas. Conservá-las congeladas no freezer (dura anos) ou injetadas com álcool. Ajude nessa formação de um verdadeiro patrimônio nacional».

Contatos com Dr. Herculano Alvarenga: Rua Colômbia, 99 - 12030- 520 Taubaté-SP. Fone (0122) 32-7060

 

 

AO - SERVIÇOS - LINKS