Edição Número 83 - Maio/Junho de 1998 - Pág. 2 -ISSN 0104-2386

AO Number 83 - May/June 1998 - P.2

 

Estrutura de comunidades de aves em hábitats preservados e alterados de Cerrado, na região do Distrito Federal

Dárius Pukenis Tubelis

Resumo de Tese

O Cerrado, segundo maior bioma da América do Sul, já perdeu cerca de 40% de sua cobertura original devido às atividades antrópicas. O cerrado sensu lato ocupava originalmente 80% da área desta província e apresenta-se como um conjunto, ou gradiente, de formas fisionômicas que engloba uma forma florestal, o cerradão, e 4 fisionomias abertas: cerrado sensu stricto, campo cerrado, campo sujo e campo limpo. O cerrado sensu stricto, fisionomia dominante no Cerrado, vem sofrendo um rápido processo de destruição, numa intensidade maior do que as outras fisionomias. Este trabalho teve como objetivo estudar a estrutura de comunidades de aves em fisionomias abertas de cerrado sensu lato, examinando quais as respostas das aves à diminuição da cobertura de árvores e arbustos (alteração estrutural antrópica) em parcelas de cerrado sensu stricto. Censos de aves por pontos foram realizados em parcelas de cerrado sensu stricto (n=3), campo cerrado (n=2), campo sujo (n=2) e campo limpo (n=1), assim como em parcelas de cerrado sensu stricto alteradas, com estrutura semelhante à das 3 últimas fisionomias citadas: cerrado raleado (n=1), pasto com arbustos (n=2) e pasto limpo (n=2), respectivamente. Foram realizadas 340 amostragens de 20 minutos nos 80 pontos de amostragem distribuídos pelas 13 parcelas, de junho de 1995 a abril de 1996. Cada amostragem consistiu em contar os registros visuais e de vocalização das espécies. Foram detectadas 113 espécies de aves nas parcelas preservadas de cerrado sensu lato. Foi observada uma maior riqueza, diversidade e abundância de aves nas fisionomias com maior densidade de árvores e arbustos. Quanto maior a semelhança estrutural da vegetação de duas fisionomias, maior foi a similaridade entre suas avifaunas. O uso de réplicas permitiu verificar a existência de diferenças dentro de cada forma fisionômica. As maiores foram detectadas entre áreas de cerrado sensu stricto. Nesta fisionomia, a perda de espécies foi maior nas parcelas com maior grau de alteração. As espécies mais afetadas foram as frugívoras e insetívoras, em sua grande maioria, arborícolas. As parcelas alteradas também apresentaram menores valores de equitabilidade, resultantes da grande abundância de Volatinia jacarina. Para fisionomias de estrutura similar, mas com origens distintas (ex. campo limpo com pasto limpo), o nível de similaridade entre suas comunidades de aves foi reduzido. Isto ocorreu porque as parcelas alteradas não absorvem parte das espécies presentes nas fisionomias mais abertas de cerrado sensu lato, principalmente as espécies com mais restrições de hábitat, como Cistothorus platensis e Alectrurus tricolor, abundantes em campos naturais. As parcelas alteradas caracterizaram-se por conter, sobretudo, aves generalistas de habitat. Algumas espécies, como Volatinia jacarina, Sicalis citrina, Nothura maculosa e Myospiza humeralis foram bem mais abundantes nos cerrados sensu stricto alterados do que nos preservados, podendo ser usadas como indicadoras da alteração desta fisionomia.

Dissertação apresentada ao Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília, para obtenção do grau de Mestre em Ecologia, e defendida em 22 de abril de 1997 perante a seguinte banca examinadora: Prof. Dr. Roberto B. Cavalcanti (Orientador), Prof. Dr. Edwin O. Willis, Profa. Dra. Regina H. F. Macedo e Prof. Dr. Guarino Colli

 


AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (Last modified): 03-mar-2014