Edição Número 83 - Maio/Junho de 1998 - Pág. 4 -ISSN 0104-2386

AO Number 83 - May/June 1998 - P.4

 

Notulae et corrigenda IX

Este título engloba notas curtas de natureza independente e autoria específica

 

Retificação do registro do bacurau-rabo-de-seda, Caprimulgus sericocaudatus para o Espírito Santo

José Fernando Pacheco & Claudia Bauer - Rio de Janeiro

 

Uma das menos conhecidas dentre as espécies brasileiras de bacurau, Caprimulgus sericocaudatus tem sido efetivamente assinalada para pouquíssimos lugares no Brasil. e um número pequeno de exemplares da espécie estão conservados em instituições nacionais e estrangeiras. Por conta disso, o conhecimento de sua distribuição brasileira é insatisfatório e baseado em alguns pontos especulativos ou equivocados.

Em 1985, Helmut Sick em seu Ornitologia Brasileira p. 341 insere dentre as três únicas localidades citadas para o Brasil a de Espírito Santo (Vitória, setembro). Este registro é derivado da suposição que uma velha pele, coletada por Adolph Hempel em 18 de setembro de 1902, depositada no Americam Museum of Natural History, de "Victoria", fosse oriunda da capital capixaba. A tradicional "Victoria" de Hempel, bem representada por peles depositadas, sobretudo, nos museus europeus, mas também nos americanos e no Museu de Zoologia da USP, diz respeito a localidade de Vitoriana, situada a cerca de 14 km de Botucatu, e antes conhecida como Victoria de Botucatu (Paynter & Traylor, 1991. Ornithological Gazetteer of Brazil p. 681). A atividade coletora independente de Hempel, um dos primeiros coletores contratados do Museu Paulista, pelo interior do Estado de São Paulo no início do século, está circunstanciada em publicação que conta a história das coleções ornitológicas desta instituição (Pinto 1945. Cinqüenta anos de investigação ornitológica, Arq. Zool. S. Paulo IV, p. 273).

O próprio Helmut Sick examinou esta pele, anteriormente identificada erroneamente como Caprimulgus rufus, em 1962, quando esteve no Americam Museum e segundo suas anotações (depositadas na UFRJ) não teve dúvida de sua origem paulista. Segundo foi possível verificar, consultando seu acervo, a atribuição errônea de origem (melhor seria, de Estado) se deu na confecção do livro, anos mais tarde e nem mesmo aconteceu nas primeiras versões do manuscrito, mas nas versões datilografadas mais recentes do manuscrito, que sofreram sucessivas revisões até a sua publicação. Este inadvertido lapso está presente nas duas outras edições de seu livro, Birds in Brazil, a natural history (1993, p. 309 ) e no recente Ornitologia Brasileira (1997, p. 418).

_______________________________________________________

UFRJ- Instituto de Biologia, Depto. de Zoologia, Laboratório de Ornitologia, CCS Cidade Universitária, 21944-970 - Rio de Janeiro - RJ, Brasil


AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (Last modified): 03-mar-2014