Edição Número 83 - Maio/Junho de 1998 - Pág. 7 -ISSN 0104-2386

AO Number 83 - May/June 1998 - P.7

 

Nidificação do papa-formigas-de-cabeça-negra (Formicivora erythronotos) documentada em Angra dos Reis!

 

Até a década passada, acreditava-se que o papa-formigas-de-cabeça-negra estivesse extinto, pois não era visto desde 1852, quando foi descrito por um cientista alemão. Como este e outros ornitólogos daquela época indicaram que a espécie era proveniente das matas da região serrana de Nova Friburgo, foi uma grande surpresa sua descoberta em 1987 perto de Angra dos Reis, por membros do Clube de Observadores de Aves do Rio de Janeiro. Como essa ave nunca mais foi localizada na área de Nova Friburgo, aquela indicação pode ser considerada um engano dos pesquisadores do século passado.

Junto com o tietê-de-coroa (Calyptura cristata), o papa-formigas-de-cabeça-negra disputa o infeliz título de ave mais rara do Estado do Rio de Janeiro. Segundo o Livro Vermelho ("Red Data Book"), publicado em 1992 pela Birdlife International, ambas estão entre as espécies de aves das Américas mais criticamente ameaçadas de extinção. A situação do papa-formigas é particularmente crítica porque à sua raridade soma-se o alto grau de degradação a que sua área de ocorrência foi submetida, como resultado da expansão imobiliária e desmatamento para atividades agrícolas.

Desde que o papa-formigas-de-cabeça-negra foi redescoberto, há dez anos, nada mais se aprendeu sobre ele, além do fato de que não estava extinto como se pensava. Visando preencher essa lacuna, em setembro de 1997 o ornitólogo Luiz Pedreira Gonzaga, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e um dos autores do Livro Vermelho, iniciou, junto com Elmiro de Carvalho Mendonça, mestrando do Museu Nacional da UFRJ, um estudo da espécie que se estenderá por todo o ano de 1998 e parte de 1999.

Esse estudo, que desde janeiro conta com o patrocínio da FUNDAÇÃO O BOTICÁRIO DE PROTEÇÃO À NATUREZA e FUNDAÇÃO MACARTHUR, e com o apoio da USINA NUCLEAR DE ANGRA DOS REIS, visa principalmente descobrir e mapear os locais onde podem ser encontrados os papa-formigas remanescentes e obter dados ecológicos sobre aspectos importantes para a elaboração de um plano de conservação dessa ave. Entre esses aspectos estão o tipo de vegetação e terreno onde ela é menos rara e o tamanho da área necessária para a sobrevivência de cada casal. Paralelamente, está sendo feito um inventário da avifauna da região e uma avaliação de sua importância para outras espécies ameaçadas. Espera-se que a adoção de medidas de proteção para o papa-formigas-de-cabeça-negra tenha um efeito positivo também sobre outras espécies, contribuindo assim indiretamente para a conservação da biodiversidade da região.

Macho de F.erythronotos em visita a ninho com filhotes

Filhote de F.erythronotos poucas horas após ter deixado o ninho

Um dos primeiros bons resultados do projeto foi a descoberta e o estudo de oito ninhos da espécie em dezembro de 1997 e janeiro de 1998. Para a localização desses ninhos foram decisivos os esforços de Elmiro Mendonça e Verônica Gomes, mestranda da Unicamp e também estagiária do Laboratório de Ornitologia da UFRJ. Não apenas o ninho, os ovos e os filhotes do papa-formigas-de-cabeça-negra eram desconhecidos, como nem se imaginava que a espécie pudesse ser encontrada reproduzindo-se numa densidade relativamente tão alta quanto a que foi observada: alguns dos ninhos estavam a apenas cerca de 30 metros um do outro! Um trabalho mais detalhado sobre esse estudo será apresentado no próximo Congresso Brasileiro de Ornitologia, a se realizar em julho, no Rio de Janeiro. As imagens aqui mostradas foram retiradas de mais de 20 horas de gravações em vídeo feitas por Luiz Gonzaga junto aos ninhos estudados, graças à cortesia do Prof. Manoel Luis Costa, do Laboratório de Imagem Biológica, Departamento de Histologia e Embriologia da UFRJ.


AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (Last modified): 03-mar-2014