N.84 - Julho/Agosto (July/August) de 1998

 

 

EDSON ENDRIGO, FOTÓGRAFO DE NATUREZA

A arte de fotografar as aves em seu ambiente natural é considerada como um grande desafio até mesmo para fotógrafos experientes. São animais que se movimentam muito rapidamente, muitas espécies habitam ambientes em que a luminosidade é deficiente ou ocupam estratos elevados da vegetação. É muito gratificante, então, poder acompanhar o progresso e a alta qualidade do trabalho deste paulistano de 31 anos. Edson Endrigo fotografa aves há cerca de dois anos, e iniciou esta atividade como um hobby, indo a campo quando as suas atividades de mineralogista permitiam. Inicialmente ele procurou percorrer os parques e áreas verdes de São Paulo, ganhando experiência, aprendendo sobre os hábitos das diversas espécies e registrando fotograficamente mais de 100 espécies na cidade de São Paulo. Com uma paciência singular e disposição para permanecer várias horas dentro de uma cabana, camuflado entre a vegetação, Edson vem nos surpreendendo freqüentemente com belíssimas fotos. Quando, em meados de 1996, Edson veio ao nosso laboratório em busca de orientação, juntamente com o ornitólogo Herculano Alvarenga e o mastozoólogo Paulo Aurichio, trazendo consigo algumas fotos, percebemos imediatamente que se tratava de uma pessoa que encarava o seu hobby de maneira bastante séria. Optando por fotografar as aves sempre na natureza, por acreditar que as fotos realizadas em cabanas não as retratam naturalmente, Edson vem nos brindando com fotos das aves em momentos raros de seu comportamento, revelando-nos alguns aspectos pouco relatados na literatura. Como resultado de sua obstinação, ele tem conseguido rapidamente colher importantes frutos do seu trabalho, como a inclusão de algumas das suas fotos de corujas no próximo volume do "Handbook of the Birds of the World". Agora ele vem aprimorando ainda mais a sua técnica, procurando retratar espécies de aves brasileiras raras, ameaçadas de extinção ou que simplesmente ainda não foram fotografadas. Juntamente com o ornitólogo Pedro Develey ele conseguiu uma rara foto do sabiá-pimenta, Carpornis melanocephalus, realizada na estação ecológica Juréia-Itatins, em São Paulo. Edson Endrigo tem colaborado nas minhas pesquisas realizadas no Parque Nacional da Serra da Canastra, documentando espécies que estão desaparecendo rapidamente dos nossos campos cerrados, como o caminheiro-grande, Anthus nattereri, o galito, Alectrurus tricolor, o pato-mergulhão, Mergus octosetaceus e o tapaculo-de-Brasíla, Scytalopus novacapitalis, o primeiro e o último sendo apresentados nesta edição. Com muitos anos de uma promissora carreira pela frente, podemos ainda esperar muitas surpresas deste competente profissional que é um apaixonado pelas nossas aves.

Luís Fábio Silveira

Pós-graduação em Zoologia, Departamento de Zoologia

Universidade de São Paulo, São Paulo

Rua do Matão, Travessa 14, no 321

Cidade Universitária

São Paulo, SP

Cep-05508-900

Edson Endrigo

R.Antonio Aggio, 1296/11

05713-420 São Paulo-SP

E.mail: avesfoto@mandic.com.br

fone: 011-8428374

Na seqüência: Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu-de-barriga-amarela,Nystalus maculatus - Macuru, Coccyzus melacoryphus - Papa-lagarta, Procnias nudicollis - Araponga, Taraba major - Choró-boi, Glaucidium brasilianum - Caburé, Anthus nattereri - Caminheiro-grande, Scytalopus novacapitalis - Tapaculo-de-Brasília, Coereba flaveola - Cambacica, Pipraeidea melanonota - Saíra viúva, Cyanocorax chrysops - Gralha-picaça, Tangara seledon - Saíra-sete-cores.

 

 

AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (
Last modified): 04 março, 2014