ISSN 0104-2386

N.94 - Março/Abril (March/April) de 2000

 

O Pintor de Aves Tomas Sigrist

 

 

Na incrível manifestação de cores e formas que a natureza criou em nosso país, as aves despertaram em mim uma forte influência. Quer pelo fator estético, quer pela importância que as aves têm como patrimônio natural tento, ainda hoje, capturar em desenho o pouco que minha percepção humana compreende da sua existência.

Há quinze anos, empolgado pela descoberta da natureza e pelos desafios oferecidos pelo trabalho que tinha em mente, comecei a estudar as aves. Com essa finalidade, acabei viajando para o interior do país, na tentativa de observar o maior número possível de espécies. Este período de aprendizagem muito auxiliou na minha compreensão sobre as aves e muito me preocupou em relação ao seu futuro. Em bem pouco tempo ficou claro para mim a impossibilidade de capturar em desenho a simples essência da complexa estrutura de uma ave, e que este em nada poderia substituir o simples sentimento de satisfação que estes seres imprimem em nossas mentes quando observados em liberdade.

Entristece, no entanto, saber que o futuro para muitas de nossas aves já chegou e que não há mais tempo para planejar, pois o momento exige ações imediatas para sua conservação. Fica cada vez mais difícil encontrar espécies raras numa mata na Bahia ou no Pará (a título de exemplo), quando se dispõe de pouco tempo ou recursos. Porém fica ainda mais difícil retornar, anos mais tarde, e constatar que este local foi transformado em pastagens ou está ocupado por projetos agrícolas de futuro econômico duvidoso. Espero que, no futuro, jamais tenha que ilustrar um livro contendo legendas com os dizeres "..... espécie extinta, outrora encontrada em toda a mata atlântica...".

Tomas de A. Sigrist

e-mail: tsigrist@uol.com.br  http://www.geocities.com/RainForest/Jungle/1266

Na seqüência: Pteroglossus castanotis - Araçari-castanho, Pulsatrix koeniswaldiana - Murucututu-de-barriga-amarela, Pipile jacutinga - Jacutinga, Cathartes aura - Urubu-de-cabeça-vermelha, Harpyaliaetus coronatus -Águia cinzenta, Megaxenops parnaguae - Bico-virado-da-caatinga, Nyctibius griseus - Urutau, Ilicura militaris - Tangarazinho, Chiroxiphia caudata - Tangará, Micrastur semitorquatus - Gavião-relógio, Asio clamator - Coruja-orelhuda e Aratinga aurea -Periquito-rei

 

AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (
Last modified): 09 março, 2014