ISSN 0104-2386

N.97 - Setembro/Outubro (September/October) de 2000

 

 

Lista das aves da região de Visconde de Mauá, Serra da Mantiqueira, no limite dos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais

Claudia Bauer & José Fernando Pacheco – Rio de Janeiro

Stephanophorus diadematus (sanhaço-frade) e Poospiza lateralis (quete) -desenho E.Brettas, “As Aves em Santa Catarina”.

É apresentada uma lista de 217 espécies de aves encontradas ad libitum na região de Visconde de Mauá, Rio de Janeiro, em várias visitas ocasionais a partir de 1987, não realizadas com o intuito precípuo de encontrar aves. Os remanescentes florestais situados no Vale do Pavão, representaram o centro principal de nossas atividades fortuitas de observação, contudo algumas excursões foram realizadas a outros pontos, sobretudo aqueles nas proximidades das localidades bem conhecidas de Maromba e Maringá. Essa região localiza-se no extremo oeste do Estado do Rio de Janeiro, a cerca de 185 km da capital, na divisa imediata de Minas Gerais, em terras altas da Serra da Mantiqueira e apresentam altitude média de 1.200m. A região é bastante visitada por pessoas, especialmente do Rio e São Paulo, que buscam um contato mais próximo com a natureza. Por existirem diversas cachoeiras, piscinas naturais e corredeiras espalhadas na região vários caminhos carroçáveis e trilhas pela mata são mantidos para garantir o acesso a esses locais. Os limites meridionais dessa região encontram-se com aqueles do Parque Nacional do Itatiaia, embora as trilhas que ligam essas duas áreas apresentem elevado grau de dificuldade. Os pontos mais altos visitados na região situam-se aproximadamente na cota de 1.800m de altitude, onde está presente uma avifauna característica das matas de neblina.

Essa região está inserida para efeito de distribuição das aves no Estado na "Região meridional do vale do rio Paraíba do Sul", conforme justificativas de limites apresentadas no AO 95.

As excursões para a região foram realizadas nos seguintes períodos: 28 de março de 1987; 10 de março de 1991; 11 a 14 de junho de 1992; 19 e 20 de dezembro de 1992; 24 e 25 de fevereiro de 1993; 27 e 28 de março de 1993; 31 de dezembro de 1993 a 02 de janeiro de 1994; 11 a 17 de fevereiro de 1994; 24 de fevereiro a 01 de março de 1995; 21 a 25 de dezembro de 1996; 06 a 14 de março de 1999; 27 a 30 de julho de 2000; e 20 a 22 de outubro de 2000.

O ambiente aquático é restrito aos rios encachoeirados: Preto, Marimbondo e Alcantilado e diversos córregos tributários; pequenos brejos no fundo dos vales e piscinas naturais e artificiais formadas pelo represamento dos córregos e ribeirões. Algumas aves presentes nas margens desses rios de águas rápidas e frias foram Lochmias nematura e Serpophaga nigricans. Contudo, uma avifauna aquática propriamente dita (composta por garças, marrecos e saracuras) é praticamente inexistente, repetindo a mesma situação verificada nas demais regiões serranas do Estado.

A região se constitui no local mais apropriado do Rio de Janeiro (e mesmo de Minas Gerais, nos parece) para se encontrar o grimpeirinho-da-araucária, Leptasthenura setaria, dada a grande quantidade de sua árvore preferencial, o pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia). A região representa o limite setentrional (no Rio de Janeiro) de pelo menos três espécies montanas: Veniliornis spilogaster, Hylopezus nattereri, Turdus subalaris e Cacicus chrysopterus.

Em se tratando de Rio de Janeiro, é destacável que algumas espécies, tais como, Spizaetus tyrannus, Pionopsitta pileata, Stephanoxis lalandi, Ramphastos dicolorus, Heliobletus contaminatus, Dysithamnus xanthopterus, Drymophila genei, Chamaeza ruficauda, Phylloscartes difficilis, Hemitriccus obsoletus, Attila phoenicurus, Neopelma chrysolophum, Piprites pileatus, Orchesticus abeillei, Stephanophorus diadematus, Poospiza thoracica, e Poospiza lateralis, presentes em Visconde de Mauá, sejam conhecidas geralmente no âmbito do Estado apenas das Unidades de Conservação.

Inhambu-guaçu, Crypturellus obsoletus

Urubu-preto, Coragyps atratus

Urubu-de-cabeça-vermelha, Cathartes aura

Gavião-da-cabeça-cinza, Leptodon cayanensis

Gavião-bombachinha, Harpagus diodon

Gavião-miúdo, Accipiter striatus

Gavião-de-cauda-branca, Buteo albicaudatus

Gavião-de-cauda-curta, Buteo brachyurus

Gavião-carijó, Buteo (Rupornis) magnirostris

Casaca-de-couro, Buteogallus meridionalis

Gavião-pega-macaco, Spizaetus tyrannus

Gavião-pernilongo, Geranospiza caerulescens

Acauã, Herpetotheres cachinnans

Gavião-caburé, Micrastur ruficollis

Pinhé, Milvago chimachima

Carcará, Caracara plancus

Falcão-de-coleira, Falco femoralis

Jacuaçu, Penelope obscura

Uru, Odontophorus capueira

Saracura-da-mata, Aramides saracura

Seriema, Cariama cristata

Quero-quero, Vanellus chilensis

Narcejão, Gallinago undulata

Asa-branca, Columba picazuro

Pomba-amargosa, Columba plumbea

Rolinha, Columbina talpacoti

Fogo-apagou, Scardafella squammata

Juriti-pupu, Leptotila verreauxi

Juriti-gemedeira, Leptotila rufaxilla

Pariri, Geotrygon montana

Maracanã-do-buriti, Propyrrhura maracana

Periquitão-maracanã, Aratinga leucophthalmus

Tiriba-de-testa-vermelha, Pyrrhura frontalis

Cuiu-cuiú, Pionopsitta pileata

Maitaca, Pionus maximiliani

Alma-de-gato, Piaya cayana

Anu-preto, Crotophaga ani

Anu-branco, Guira guira

Corujinha-da-mata, Otus choliba

Corujinha-sapo, Otus atricapillus

Murucututu-de-barriga-amarela, Pulsatrix koeniswaldiana

Coruja-listrada, Strix hylophila

Tuju, Lurocalis semitorquatus

Curiango, Bacurau, Nyctidromus albicollis

Andorinhão-de-coleira, Streptoprocne zonaris

Andorinhão-do-temporal, Chaetura meridionalis

Rabo-branco-de-garganta-rajada, Phaethornis eurynome

Rabo-branco-de-sobre-amarelo, Phaethornis pretrei

Tesourão, Eupetomena macroura

Beija-flor-preto-e-branco, Melanotrochilus fuscus

Beija-flor-de-orelha-violeta, Colibri serrirostris

Beija-flor-de-topete, Stephanoxis lalandi

Beija-flor-de-bico-vermelho, Chlorostilbon aureoventris

Beija-flor-de-fronte-violeta, Thalurania glaucopis

Beija-flor-de-papo-branco, Leucochloris albicollis

Beija-flor-de-banda-branca, Amazilia versicolor

Beija-flor-papo-de-fogo, Clytolaema rubricauda

Estrelinha, tesourinha, Calliphlox amethystina

Surucuá-de-barriga-amarela, Trogon rufus

Surucuá-de-peito-azul, Trogon surrucura

Martim-pescador-grande, Ceryle torquata

João-bobo, Nystalus chacuru

Araçari-banana, Baillonius bailloni

Tucano-de-bico-verde, Ramphastos dicolorus

Picapauzinho, Picumnus cirratus

Pica-pau-do-campo, Colaptes campestris

Pica-pau-verde-barrado, Colaptes melanochloros

Pica-pau-verde-dourado, Piculus aurulentus

Pica-pau-de-cabeça-vermelha, Dryocopus lineatus

Birro, Melanerpes candidus

Pica-pauzinho-verde-carijó, Veniliornis spilogaster

Pica-pau-rei, Campephilus robustus

Tapaculo-preto, Scytalopus speluncae

Matracão, Batara cinerea

Borralhara-assobiadora, Mackenziaena leachii

Borralhara-preta, Mackenziaena severa

Choca-da-serra, Thamnophilus caerulescens

Choca-boné-ruivo, Thamnophilus ruficapillus

Choquinha-lisa, Dysithamnus mentalis

Choquinha-de-asa-ferrugem, Dysithamnus xanthopterus

Choquinha-da-garganta-pintada, Myrmotherula gularis

Trovoada-de-Bertoni, Drymophila rubricollis

Choquinha-da-serra, Drymophila genei

Choquinha-de-dorso-vermelho, Drymophila ochropyga

Choquinha-carijó, Drymophila malura

Tovaca-de-rabo-vermelho, Chamaeza ruficauda

Tovacuçu, Grallaria varia

Pinto-do-mato, Hylopezus nattereri

Chupa-dente, Conopophaga lineata

João-de-barro, Furnarius rufus

Grimpeirinho-da-araucária, Leptasthenura setaria

João-teneném, Synallaxis spixi

Pichororé, Synallaxis ruficapilla

João-pálido, Cranioleuca pallida

Trepador-coleira, Anabazenops fuscus

Quiete, Syndactyla rufosuperciliata

Limpa-folha-de-coroa-cinza, Philydor lichtensteini

Limpa-folha-de-testa-canela, Philydor rufus

Trepador-sobrancelha, Cichlocolaptes leucophrus

Trepadorzinho, Heliobletus contaminatus

Bico-virado-carijó, Xenops rutilans

Vira-folhas, Sclerurus scansor

João-de-riacho, Lochmias nematura

Arapaçu-verde, Sittasomus griseicapillus

Arapaçu-de-garganta-branca, Xiphocolaptes albicollis

Arapaçu-escamoso, Lepidocolaptes squamatus

Arapaçu-rajado, Lepidocolaptes fuscus

Piolhinho-triste, Phyllomyias fasciatus

Piolhinho-do-sul, Phyllomyias burmeisteri

Piolhinho-verde, Phyllomyias virescens

Piolhinho-serrano, Phyllomyias griseocapilla

Risadinha, Camptostoma obsoletum

Guaracava-de-barriga-amarela, Elaenia flavogaster

Tuque, Elaenia mesoleuca

Tucão, Elaenia obscura

João-pobre, Serpophaga nigricans

Alegrinho, Serpophaga subcristata

Abre-asa-de-cabeça-cinza, Mionectes rufiventris

Borboletinha-do-mato, Phylloscartes ventralis

Estalinho, Phylloscartes difficilis

Olho-falso, Hemitriccus diops

Catraca, Hemitriccus obsoletus

Cebinho-de-olho-branco, Hemitriccus nidipendulus

Teque-teque, Todirostrum poliocephalum

Tororó, Todirostrum plumbeiceps

Bico-chato-de-orelha-preta, Tolmomyias sulphurescens

Patinho, Platyrinchus mystaceus

Assanhadinho-de-cauda-preta, Myiobius atricaudus

Filipe, Myiophobus fasciatus

Papa-moscas-cinzento, Contopus cinereus

Enferrujado, Lathrotriccus euleri

Maria-branca, primavera, Xolmis cinerea

Noivinha-branca, Xolmis velata

Maria-preta-de-penacho, Knipolegus lophotes

Maria-preta-rupestre, Knipolegus nigerrimus

Maria-preta-pequena, Knipolegus cyanirostris

Lavadeira-mascarada, Fluvicola nengeta

Viuvinha, Colonia colonus

Suiriri-pequeno, Satrapa icterophrys

Birro, Hirundinea ferruginea

Bem-te-vi-cavaleiro, Machetornis rixosus

Tesoura-cinza, Muscipipra vetula

Tinguaçu, Capitão-de-saíra, Attilla rufus

Tinguaçu-castanho, Attilla phoenicurus

Maria-cavaleira, Myiarchus ferox

Irré, Myiarchus swainsoni

Bem-te-vi, Pitangus sulphuratus

Neinei, Bentevi-de-bico-chato, Megarynchus pitangua

Bentevizinho, Myiozetetes similis

Bem-te-vi-rajado, Myiodynastes maculatus

Peitica, Empidonomus varius

Siriri, Tyrannus melancholicus

Caneleiro-verde, Pachyramphus viridis

Caneleiro-castanho, Pachyramphus castaneus

Caneleiro-preto, Pachyramphus polychopterus

Caneleiro-de-chapéu-negro, Pachyramphus validus

Tangará, Dançador, Chiroxiphia caudata

Tangarazinho, Ilicura militaris

Fruxu, Neopelma chrysolophum

Flautim, Schiffornis virescens

Caneleirinho-de-chapéu-preto, Piprites pileatus

Araponga-do-horto, Oxyruncus cristatus

Andorinha-pequena-de-casa, Notiochelidon cyanoleuca

Andorinha-serradora, Stelgidopteryx ruficollis

Gralha-do-campo, Cyanocorax cristatellus

Cambaxirra, Troglodytes aedon

Sabiá-una, Platycichla flavipes

Sabiá-ferreiro, Turdus subalaris

Sabiá-laranjeira, Turdus rufiventris

Sabiá-barranco, Turdus leucomelas

Sabiá-poca, Turdus amaurochalinus

Sabiá-coleira, Turdus albicollis

Sabiá-do-campo, Mimus saturninus

Caminheiro-foguetinho, Anthus hellmayri

Pitiguari, Cyclarhis gujanensis

Juruviara, Vireo olivaceus

Vite-vite-coroado, Hylophilus poicilotis

Pia-cobra, Geothlypis aequinoctialis

Pula-pula, Basileuterus culicivorus

Pula-pula-assobiador, Basileuterus leucoblepharus

Cebinho, Coereba flaveola

Sanhaço-pardo, Orchesticus abeillei

Bico-de-veludo, Schistochlamys ruficapillus

Cabecinha-castanha, Pyrrhocoma ruficeps

Buzininha, Hemithraupis ruficapilla

Tiê-preto, Tachyphonus coronatus

Tiê-de-espelho, Trichothraupis melanops

Sanhaço-de-fogo, Piranga flava

Sanhaço-cinzento, Thraupis sayaca

Sanhaço-de-encontro-azul, Thraupis cyanoptera

Sanhaço-de-encontro-amarelo, Thraupis ornata

Sanhaço-coqueiro, Thraupis palmarum

Sanhaço-frade, Stephanophorus diadematus

Saíra-viúva, Pipraeidea melanonota

Vivi, Fi-fi verdadeiro, Euphonia chlorotica

Ferro-velho, Euphonia pectoralis

Saíra-da-serra, Tangara desmaresti

Douradinha, Tangara cyanoventris

Saíra-amarela, Tangara cayana

Saí-azul, Dacnis cayana

Saí-andorinha, Tersina viridis

Tico-tico, Zonotrichia capensis

Cigarra-bambu, Haplospiza unicolor

Tico-tico-do-banhado, Donacospiza albifrons

Peito-pinhão, Poospiza thoracica

Quete, Poospiza lateralis

Tiziu, Volatinia jacarina

Pichochó, Sporophila frontalis

Bigodinho, Sporophila lineola

Coleirinho, Sporophila caerulescens

Cigarra-do-coqueiro, Tiaris fuliginosa

Trinca-ferro, Saltator similis

Japu, Psarocolius decumanus

Tecelão, Cacicus chrysopterus

Melro, Gnorimopsar chopi

Chopim, Gaudério, Molothrus bonariensis

Pintassilgo, Carduelis magellanicus

 

 

Endereço para correspondência: Rua Visconde de Ouro Preto, 71 ap. 103, 22250-180 Rio de Janeiro, RJ

AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (
Last modified
): 09 março, 2014