Sterna hirundo & Caretta caretta

Não é comum que fotografias de aves oceânicas obtidas em águas brasileiras sejam reunidas num painel didático para uma apreciação, técnica ou lúdica. Não tínhamos no Brasil uma tradição em estudar as aves pelágicas que habitam as nossas extensas 200 milhas de mar territorial. O pouco que sabíamos sobre a ocorrência dessas espécies de alto-mar por aqui derivava da coleta e registro de aves mortas encontradas nas praias. Por isso, ainda precisávamos nos habituar e conceber o quanto essas aves – sua dinâmica e ecologia – são interessantes, sob vários aspectos. O mérito de Olmos está em trabalhar, desde 1994, em barcos que operam distantes da costa para alterar esse quadro de quase desconhecimento. Há uma comunidade própria de aves marinhas pelágicas, variando segundo a estação do ano, que vive ao largo da costa brasileira, ao norte da convergência subtropical. Um parênteses aqui é necessário. O interesse de Olmos, todavia, não se restringe ao estudo das aves oceânicas. Brilhante, sagacíssimo e muito produtivo, o meu amigo Fábio Olmos é um legítimo peso-pesado da nova geração de ornitólogos brasileiros que despontou a partir da segunda metade dos anos 1980. Continue assim !


José Fernando Pacheco


Foto de Rita Souza em Galápagos; pousado um Nesomimus parvulus (Galapagos Mockingbird).

Fábio Olmos nasceu em Santos, SP, em 08 de outubro de 1966. Aos 6 anos leu "A Viagem de um Naturalista ao Redor do Mundo" de Charles Darwin e percebeu que a biologia, além de interessante, podia ser divertida.

Em 1984 ingressou no curso de Ciências Biológicas da UNICAMP, onde se formou em 1987, iniciando o curso de mestrado em Ecologia da mesma universidade no ano seguinte. Após o final de seu mestrado trabalhou no Parque Nacional Serra da Capivara - PI, na Secretaria de Meio Ambiente de São Paulo e, depois, como consultor para agências de cooperação, ONGs e empresas privadas, atividade que mantém até hoje.

Seu interesse pela pesquisa sempre se manteve vivo, apesar da carreira fora de instituições acadêmicas, obtendo o título de doutor em Zoologia pela UNESP - Rio Claro em 2000 e procurando manter uma boa produção científica (64 artigos, notas e capítulos de livros publicados até junho de 2002).

Embora tenha publicado sobre pequenos mamíferos, antas, carnívoros, primatas, jacarés e aves variadas, hoje seu maior interesse são as aves aquáticas, incluindo espécies de manguezais, como guarás e garças (tema de seu doutorado) e marinhas como albatrozes e petréis.

Thalassarche chlororhynchos, em vôo

T. chlororhynchos, Daption capense, Procellaria conspicillata

Fabio Olmos
Largo do Paissandu 100 / 4C
01034-010, Sao Paulo, SP
Brazil
+55 11 32259858
guara@nethall.com.br

 
AO - SERVIÇOS - LINKS
Você pode enviar perguntas ou comentários sobre este site para ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS.
Send mail to ATUALIDADES ORNITOLÓGICAS with questions or comments about this web site.
Última modificação (Last modified): junho 30, 2002